Quer começar a nadar? Conheça 7 dicas de natação para iniciantes

Dicas

A natação é um esporte completo que traz muitos benefícios para seus praticantes. Algumas dicas de natação para iniciantes ajudam a conseguir a performance desejada e contribuem na busca pela prática de forma adequada e prazerosa.

Mesmo que sua intenção não seja se tornar um atleta profissional, é importante se preocupar em nadar da melhor forma. A natação praticada adequadamente evita lesões e desgaste físico, tirando todo o proveito do exercício.

Neste artigo, falaremos sobre como deve ser a natação, daremos 7 dicas para quem está começando e mostraremos como perder o medo e se jogar na água. Acompanhe a leitura!

A performance na natação

A natação envolve várias partes do corpo, por isso, é necessário prestar atenção em cada uma delas. Para nadar de forma adequada é preciso respeitar os limites do corpo e aprender as técnicas corretas de nado. A variação entre os estilos de nado também é importante para desenvolver habilidades mais específicas.

Nadar não é simplesmente se jogar na água, sair mexendo os braços e batendo as pernas. Existem técnicas que garantem a execução correta dos movimentos e previnem lesões. A melhor maneira de aperfeiçoar a performance é procurando um profissional para acompanhar os treinos e passar as técnicas adequadas.

Com calma e dedicação, é possível melhorar o nado e aprender estilos diferentes. É preciso dar atenção à técnica. Dessa forma, o nadador se torna mais eficiente, gasta menos energia e fica mais rápido. Porém, a velocidade não deve ser o único desejo, ela é importante, mas sem a técnica correta será mais prejudicial do que benéfica.

Fatores externos também interferem na performance, como os trajes usados, as condições da piscina e a alimentação. Assim como nos outros esportes, a excelência só é conquistada com os equipamentos adequados, com a técnica correta e com o esforço do praticante.

7 dicas de natação para iniciantes

1. Alinhe a coluna

A postura é fundamental na natação. Seu nariz deve estar sempre apontado para o fundo da piscina, evitando o olhar para a frente e permitindo que a respiração seja feita de forma bilateral. A postura correta evita lesões e facilita os movimentos necessários, trazendo a técnica correta para o nado.

2. Relaxe

O relaxamento é importante para a natação. Não adianta se afobar e começar a lutar contra a água. Procure relaxar e concentrar suas energias na realização dos movimentos corretos. Os melhores nadadores “deslizam” sobre a água e não estão preocupados com fatores externos, portanto, relaxe o máximo que puder.

3. Procure um local adequado

Para que o início seja eficaz e produtivo, é importante encontrar o lugar adequado, com estrutura apropriada e profissionais capacitados. Se todos esses fatores estiverem presentes, você pode começar a nada sem medo, e a probabilidade de alguma experiência desencorajadora praticamente não existirá.

4. Escolha os equipamentos

Um equipamento de qualidade faz enorme diferença, contribuindo para um melhor desempenho e para uma atividade mais agradável. Busque escolher trajes que sejam ideais para o seu tamanho, nem muito apertados, nem muito grandes. Além da roupa, você precisará de acessórios, como a touca e os óculos, que são essenciais a fim de garantir conforto e proteção.

5. Trabalhe a respiração

A respiração é uma das partes mais exigentes da natação, por isso deve ser bem aprendida. É importante que, no começo, boa parte das aulas sejam dedicadas para melhorar a respiração. Enquanto estiver submerso, a boca deve permanecer fechada, e quando for à superfície, é possível usá-la junto com o nariz para expirar e inspirar, no menor tempo possível.

6. Faça aquecimento e alongamento

Assim como nos demais esportes, o aquecimento e o alongamento fazem parte dos bons hábitos da natação. Eles podem ser praticados tanto fora quanto dentro da piscina e ajudam a evitar lesões. Os alongamentos também são indicados após o término do exercício, com a função de relaxar os músculos e desacelerar.

7. Pratique com regularidade

Nadar só de vez em quando não é uma forma ideal de aprender e aproveitar o exercício. A regularidade é essencial em busca de um bom aprendizado e para garantir os benefícios do esporte. Uma boa frequência é de 2 a 3 vezes por semana. Coloque a natação como um compromisso na sua agenda e se esforce no objetivo de não faltar.

A fórmula para perder o medo e começar a nadar o quanto antes

Todas essas dicas são muito úteis e contribuem para quem está começando, porém, se você tiver medo, elas não serão suficientes na busca pelo objetivo de nadar. Por isso, procure descobrir qual o motivo principal que impede que você comece e pense em maneiras de solucionar esse empecilho.

Começar com tranquilidade é uma boa forma de ir perdendo o medo aos poucos. Você não precisa nadar no mesmo ritmo de campeões e nem mesmo acompanhar a pessoa que está na raia ao lado. Comece com calma e vá evoluindo aos poucos.

Aprender a nadar depois de adulto não é motivo para vergonha, por isso, não se preocupe com a opinião alheia. Os profissionais da área estão acostumados a ensinar e treinar iniciantes, sendo que, em alguns casos, existem turmas específicas para isso. Então, não seja tímido e relaxe, que tudo está dentro da normalidade.

Você pode encontrar algumas dificuldades no início, mas elas fazem parte do aprendizado. O importante é não desistir. Em pouco tempo o progresso será perceptível e você não vai se arrepender de ter se esforçado para aprender a nadar.

Agora, que você já conhece o esporte, já recebeu dicas de natação para iniciantes e sabe o que fazer para perder o medo, é hora de tomar uma decisão e começar a nadar. Seguindo as dicas e tomando todos os cuidados necessários, você conseguirá superar os desafios e virar um nadador. O seu corpo, a sua mente e a sua saúde agradecerão o esforço.

Você gostou das dicas de natação para iniciantes? Então aproveite para conhecer todos os benefícios deste esporte ao ler o nosso artigo!

Afinal, como eliminar a barriga e quais os exercícios indicados?

Vida Saudável

Se você perguntar para as pessoas ao seu redor o que mais as incomoda no corpo, provavelmente vai ouvir que é a barriga. O acúmulo de gordura na região incomoda pela estética e pode afetar a saúde. Essa barriguinha avantajada pode afetar a autoestima e até atrapalhar a vida social, mas ela não precisa ser mais um problema.

Neste texto, vamos explicar como eliminar a barriga de vez e quais são os exercícios mais indicados para isso. Se você está na luta contra a gordura localizada, vem com a gente e boa leitura!

Por que acumulamos gordura na barriga?

Primeiro, vamos entender por que a gordura insiste em acumular na região da barriga. Se você observar as pessoas ao seu redor, vai perceber que algumas engordam só a barriga, enquanto outras engordam de forma mais uniforme — quadril, braços e pernas também.

Essas diferenças ocorrem por questões genéticas e hormonais. As mulheres têm uma tendência maior a engordar de maneira mais uniforme, por causa do hormônio estrogênio. Já os homens tendem a engordar principalmente na região abdominal, por causa do hormônio cortisol, que facilita o acúmulo de gordura nessa região.

É claro que isso não é uma regra, e a genética também influencia onde você acumula mais gordura. Outro ponto interessante é que pessoas que engordam desde a infância tendem a acumular gordura no corpo todo. Quem engorda apenas na idade adulta tende a apenas engordar na região abdominal.

Como eliminar a barriga?

Conhecendo as causas da famigerada barriga, vamos ver por que é importante acabar com ela. Além da questão estética, que incomoda muito, o excesso de gordura na região está associado ao surgimento de doenças como diabetes, hipertensão e problemas no fígado. Para acabar com a barriga de vez, confira as 3 dicas a seguir.

1. Alimentação saudável

Um dos principais pontos para acabar de vez com a barriga é manter uma alimentação saudável. Deixe o refrigerante, álcool, doces e açúcares e alimentos ultraprocessados de lado. Esses alimentos atrapalham o processo de emagrecimento e, dependendo da quantidade, podem até aumentar a barriga.

Procure comer legumes, verduras e frutas nas suas refeições, sempre o mais natural possível. Lembre-se também de beber água. Uma alimentação balanceada é a chave para perder peso de maneira saudável e duradoura.

2. Prática de exercícios

Muita gente acha que abdominais são para perder a barriga, mas, na verdade, eles só fortalecem a musculatura do abdômen. Então, não adianta fazer mil abdominais por dia e achar que vai ficar com um tanquinho. O músculo até vai ficar forte, mas a capa de gordura continua por cima dele.

Faça exercícios para o corpo todo. Intercale exercícios de força e aeróbicos. Você pode fazer musculação, funcional, corrida, natação e muitos outros. Encontre um que você gosta e se movimente!

3. Melhora da postura

Pode parecer bobagem, mas manter a coluna ereta e uma postura correta ajuda a reduzir a aparência da barriga. A quantidade de gordura não vai diminuir, mas a postura vai ajudar a disfarçar o tamanho. Faça um teste no espelho: observe sua barriga com a coluna encurvada e ombros para frente e como ela “diminui” ao ficar com a postura correta.

Agora você já sabe como eliminar a barriga. É importante lembrar que ela não some de um dia para o outro — da mesma forma que ela não apareceu de um dia para o outro. Cuidando da alimentação e fazendo uma atividade física, você vai acabar com o excesso de gordura, melhorando sua aparência e saúde.

Se você gostou das nossas dicas, compartilhe este texto nas suas redes sociais. Assim você ajuda seus amigos que querem eliminar a barriga!

Os benefícios da natação para as mulheres e melhorias no corpo

Vida Saudável

Quando falamos sobre os efeitos da natação no corpo feminino, muitas mulheres têm dúvidas que as afastam dessa atividade e as fazem escolher outras opções. O receio de ficar com ombros largos e o medo de ser um exercício que não ajuda no emagrecimento são alguns dos fatores que provocam preconceitos com o esporte.

Muitos são mitos, porém, a natação na verdade traz vários benefícios. Antes de escolher qual atividade física você vai praticar, é importante conhecer quais são as vantagens de cada uma delas.

Neste artigo, traremos alguns mitos e verdades sobre a natação para mulheres, além de mostrar alguns dos benefícios que esse exercício traz. Confira!

Os mitos e verdades sobre os efeitos da natação no corpo feminino

Existem alguns mitos que ainda afastam as mulheres da prática da natação e também algumas verdades que podem ajudá-las nessa escolha. Vamos a eles!

Alarga os ombros

Esse é um dos principais mitos da natação para mulheres. Para ficar com ombros largos e mudar a estrutura corporal você precisa praticar o esporte desde criança e em um ritmo muito intenso, assim como uma atleta profissional. Mas estamos falando de exercícios para adultos, que já têm a estrutura óssea definida e que provavelmente não terão uma rotina de exercícios muito puxada.

Danifica os cabelos

O cloro é o grande vilão dos cabelos e piscinas, verdade! No entanto, a indústria de cosméticos dispõe de inúmeros cremes que podem ser usados para a hidratação dos cabelos e manter a qualidade deles. Esse não é um motivo que impede os exercícios na água.

Gasta poucas calorias

Outro mito difundido sobre o nado. O exercício pode trazer um ótimo gasto calórico, pois movimenta várias partes do corpo. A variedade de estilos de nado contribui para aumentar o gasto, sendo ele maior do que em atividades uniformes, como as caminhadas.

Protege as articulações

A natação é uma atividade física sem impacto, o que permite que qualquer pessoa possa participar. Essa é uma verdade, pois há o fortalecimento muscular de várias regiões do corpo que ajudam a proteger o bom funcionamento das articulações.

Melhora o condicionamento físico

Uma verdade que consegue ser comprovada poucas semanas depois de começar a se exercitar. O envolvimento de vários músculos, somado à respiração coordenada, trará crescimento no seu condicionamento físico.

Os benefícios da natação para mulheres

Depois de esclarecer algumas dúvidas, vamos agora falar sobre os benefícios da natação para mulheres.

Permite a participação de mulheres de todas as idades

É recomendada para pessoas em qualquer idade. Em especial para as mais velhas, com problemas como artrite ou osteoporose, visto que ajuda a aumentar a tônus muscular, sem criar risco de lesões ósseas. Além disso, também é indicada para quem tem diabetes ou outras complicações.

Proporciona resistência e fortalecimento

A água é muito mais densa que o ar. Quando o corpo está imerso, cada movimento é como um treino de resistência, especialmente para os quadris, braços, ombros e glúteos. Por isso, além de queimar calorias, estamos adquirindo massa muscular, que influencia no aumento do metabolismo e auxilia na queima de gordura.

Estimula a perda de peso

Diferente do que muitos pensam, a natação é uma excelente aliada para o emagrecimento. O gasto de calorias durante o exercício é alto e envolve vários membros do corpo. O ideal é que as aulas sejam feitas pelo menos duas vezes por semana. Aos poucos, a resistência vai aumentando e a intensidade da atividade também pode ser intensificada.

Melhora a flexibilidade

Nadando você trabalha o corpo e o torna mais flexível, ajudando as articulações e os ligamentos a se soltarem. Movendo o corpo todo, você alonga completamente e de forma mais eficiente na água, o que ajuda em vários aspectos.

Ativa a circulação sanguínea

A junção dos movimentos corporais de braços, tronco e pernas com o trabalho respiratório na água ajuda a eliminar a gordura em volta do coração. Fortificado, ele passa a bombear melhor o sangue.

Os acessórios necessários para a natação

Para conseguir os melhores resultados e aproveitar todos os benefícios da natação é necessário usar alguns acessórios.

Os óculos talvez sejam os mais conhecidos e estão entre os equipamentos obrigatórios. Seu objetivo é impedir a entrada de água nos olhos e garantir a visão do praticante durante o exercício, sem irritações. Procure o par de óculos que se adapta melhor ao seu rosto.

A touca também é muito conhecida e, ao contrário do que costumam pensar, ela não serve apenas para proteger o cabelo. Ela é importante para manter a higienização da piscina, evitando que os cabelos se espalhem na água.

Ao escolher seu traje para natação é preciso encontrar o modelo que se adapte melhor ao seu corpo. Geralmente, o maiô é a opção mais segura e confortável para a mulher.

Agora que você já descobriu a verdade sobre alguns mitos e conheceu os benefícios da natação para as mulheres, só falta tomar a decisão de começar a nadar. Os efeitos da natação no corpo feminino são muito mais positivos do que negativos, tornando essa atividade uma excelente oportunidade para se manter saudável e fortificar várias partes do corpo.

Você gostou de saber mais sobre os efeitos da natação no corpo feminino? Então aproveite para compartilhar este post nas suas redes sociais e ajudar mais mulheres a conhecer os benefícios dessa atividade!

7 lugares para nadar no Brasil que você não pode perder!

Dicas

A natação traz inúmeros benefícios para quem pratica, seja ela em piscinas ou em locais abertos. Existem vários lugares para nadar no Brasil que são verdadeiros espetáculos da natureza e boas opções de turismo.

O Brasil tem uma costa litorânea com mais de 7 mil quilômetros de extensão, além de uma infinidade de rios e lagos. São muitas opções de lugares que você pode conhecer e aproveitar para dar um mergulho e se exercitar.

Neste artigo, explicaremos a importância de nadar além da piscina e mostraremos sete locais turísticos que são boas opções para aproveitar a prática esportiva. Confira!

A importância de nadar além da piscina

Nadar fora da piscina é uma experiência completamente diferente e enriquecedora. No mar ou rios, você não tem a borda, nem alcança o pé no fundo, a água é mais fria e ainda enfrenta as ondas e a correnteza. Por isso, o desafio é maior e pode ajudar a motivar a prática esportiva.

É importante lembrar que é preciso tomar os devidos cuidados para não se expor a riscos desnecessários no mar. Nunca se aventure sozinho ou vá até locais que não tenham as condições de segurança necessárias. Tomadas as precauções necessárias, o passeio será gostoso e relaxante.

Aproveite este momento para entrar em contato com a natureza. É uma ótima experiência nadar sem ter limites, sem sentir o cheiro do cloro e tendo peixes, corais e outras belezas naturais como paisagem.

No meio de viagens turísticas muitas vezes deixamos os cuidados com o corpo de lado, pensando apenas em relaxar e descansar. Entretanto, essa é uma oportunidade para praticar a natação e aproveitar para conhecer lugares paradisíacos e maravilhosos, sem a pressão do cotidiano e podendo escolher o ritmo que mais se encaixa com a sua vontade.

Os lugares para nadar no Brasil

Na sequência, mostraremos sete lugares que são ótimas opções para nadar e mergulhar, enquanto você passeia e conhece mais o nosso país.

1. Maragogi

Cidade que fica no estado de Alagoas, a 130km da capital Maceió. Ela é conhecida por suas piscinas naturais, chamadas de galés, as maiores do estado. O banco de corais e transparência das águas atraem os turistas que procuram mergulhar em um local mais tranquilo.

2. Lagoa Azul

Um lugar de águas calmas e cristalinas, em Ilha Grande, no estado do Rio de Janeiro. A lagoa é uma piscina natural, que fica entre as ilhas do Macaco, Comprida e Redonda. As águas são tão claras, que até sem snorkel é possível avistar peixes e as belezas naturais da região. Procure encontrar os horários de menor movimento para conseguir aproveitar da melhor maneira.

3. Gruta do Lago Azul

Uma das excelentes opções de passeio em Bonito, Mato Grosso do Sul. Ela fica em uma profundidade de cerca de 100 metros. A água é cristalina, porém, os raios de sol deixam a coloração azulada. É uma paisagem que encanta pela riqueza de detalhes e pela incrível história que pode ser encontrada lá dentro. Para garantir o passeio, é importante reservar com antecedência, visto que só podem entrar 305 pessoas por dia.

4. Piscina natural da Barra da Lagoa

A praia da Barra da Lagoa, no leste de Florianópolis, Santa Catarina, esconde uma piscina natural que encanta quem a conhece. É preciso passar por uma trilha e alguns minutos de caminhada para chegar até a piscina, mas nada muito complicado ou desgastante. Em dias de maré baixa, haverá uma pequena prainha, nos outros, apenas um belo local para nadar a explorar a natureza.

5. Lagoa do Paraíso

A Lagoa do Paraíso, que fica em Jericoacoara, no Ceará, mistura colorações de azul claro e azul escuro, proporcionando uma bela visão. É um local que tem poucas ondas e não é muito profundo, ótimo para quem precisa nadar e descansar, sem muitas preocupações.

6. Arraial do Cabo

As águas calmas e límpidas tornam o lugar uma excelente opção para quem deseja nadar e explorar a natureza. Essa é uma das melhores opções de mergulho no estado do Rio de Janeiro e é muito procurada por turistas de todo o país.

7. Ilha do Arvoredo

Está entre os melhores pontos de mergulho do Brasil. Fica localizada na pequena cidade de Bombinhas, em Santa Catarina. A boa visibilidade e a variedade de peixes atraem tanto mergulhadores profissionais, quanto aprendizes. Com 75% do seu território em área de preservação permanente, a cidade ainda reserva outras boas experiências, como caminhadas na praia, escaladas, trekking, surf, mergulho, entre outros.

A roupa ideal para aproveitar

Para conseguir tirar o máximo de proveito das experiências nesses locais, é importante estar com a roupa adequada. É bom lembrar que ao nadar na natureza, a temperatura da água não é controlada, como na piscina. Na maioria dos casos, ela está mais fria, deixando as roupas térmicas como uma boa opção. São diversas opções, como macacões que cobrem todo o corpo até camisas térmicas, que protegem apenas a parte de cima.

Os óculos de natação também são importantes para quem deseja nadar em locais abertos. Eles mantêm seus olhos secos e, acima de tudo, protegem dos fatores externos que acompanham o meio aquático no mar ou em lagoas.

Quando fabricado para lugares abertos, costumam ter uma lente maior, dando mais visibilidade e permitindo que você consiga ver todas as belezas ao seu redor. O ideal é procurar um equipamento com lentes espelhadas, para evitar que os raios do sol danifiquem seus olhos.

As toucas não são obrigatórias, mas ajudam a manter a cabeça aquecida e fora da água, devido a flutuabilidade delas. As coloridas podem ser úteis para sinalizar a sua presença, evitar colisões e para facilitar a sua localização em caso de necessidade.

Você conheceu várias opções de lugares para nadar no Brasil, agora é a hora de escolher o destino e se preparar para aproveitar o passeio. Lembre-se de tomar todas as precauções para manter a segurança, dessa forma você conseguirá aproveitar de maneira mais completa e tranquila.

Gostou das nossas dicas? Então aproveite para assinar a nossa newsletter e receber mais conteúdos úteis sobre natação e tudo que envolve esse maravilhoso esporte.

Descubra como praticar natação ao ar livre da melhor forma

Dicas

Nadar é uma opção muito boa para a saúde e pode ajudar a melhorar várias funções do corpo. Alguns cuidados devem ser tomados tanto para a atividade em piscinas quanto em locais abertos. Na natação ao ar livre, é preciso prestar atenção para evitar acidentes e garantir todos os benefícios do exercício.

Neste artigo, falaremos como a natação pode ser praticada ao ar livre, além de dar dicas sobre esse tipo de exercício e mostrar o que precisa ser feito para evitar acidentes e problemas futuros. Confira!

A natação ao ar livre

A natação ao ar livre é importante e traz até mais benefícios do que o exercício em local fechado. Não há nada que impeça esse tipo de atividade, que é útil para mudar a rotina e trazer mais ânimo para os treinos. No caso de nadar no mar ou em rios, os cuidados devem ser diferentes, pois a água é mais pesada e exige mais esforço físico.

Além disso, é sempre fundamental cuidar da respiração durante o nado. Uma respiração realizada da forma adequada pode ajudar a combater doenças e fortalecer o funcionamento do pulmão. Além disso, a técnica correta não permite a entrada de água nos canais auditivos e respiratórios, evitando problemas e dificuldades causadas pelo excesso de água nesses canais.

Dicas para fazer natação ao ar livre

Use touca para natação

As toucas são importantes para manter a cabeça aquecida e fora da água, por causa da sua flutuabilidade. Além disso, podem proteger os cabelos e, em caso de exercício no mar, servir como sinalização.

Mantenha a pele hidratada

Pelo contrato com o cloro ou outros produtos, como o protetor solar, é importante manter a pele hidratada. O ressecamento grave da pele pode causar dermatite, por isso, é importante sempre ter um hidratante por perto.

Passe creme no cabelo

Os cremes também são importantes para manter a saúde e a aparência dos cabelos. O ideal é que sejam aplicados antes de colocar a touca. Se você pratica natação regularmente, é indicado fazer hidratação, pelo menos duas vezes por semana.

Os cuidados que devem ser tomados

Mesmo com todos os benefícios, alguns cuidados são necessários para garantir uma atividade sem acidentes e sem problemas futuros. Lembre-se de colocar a segurança sempre em primeiro lugar.

Quando for nadar no mar ou em rios, procure águas mais tranquilas e que tenham supervisão. A água pode estar mais escura, mais fria e ainda tem o fator da correnteza, por isso, é importante ter cautela.

Passar protetor solar e se manter hidratado também é fundamental para a prática de exercícios ao ar livre. Esses cuidados evitam que você sofra com queimaduras ou desidratação e cãibras.

Agora que você já conhece mais sobre a natação ao ar livre, é só seguir as dicas, tomar os cuidados necessários e começar a se exercitar. Lembre-se de colocar a segurança em primeiro lugar e garantir todos os benefícios que esse esporte oferece.

Gostou de aprender mais sobre a natação? Então aproveite para ler este artigo que fala sobre a roupa certa para escolher na hora de nadar!

Natação para bebês: por que colocar seu filho para praticar?

Vida Saudável

A natação para bebês é uma atividade cada vez mais procurada pelos pais. A possibilidade de estimular e acelerar o desenvolvimento cognitivo e motor chama a atenção das famílias, que buscam as melhores opções para seus filhos.

Enquanto se desenvolvem no útero das mães, os bebês estão acostumados a lidar com a água. De modo instintivo, os pequenos fecham a boca, prendem a respiração e movimentam braços e pernas. Por isso, a natação é uma excelente opção de exercício para essa faixa etária.

Neste artigo, falaremos sobre a importância da natação para bebês, além de elencar alguns benefícios da atividade e cuidados que precisam ser tomados. Acompanhe a leitura!

A importância da natação para bebês

É importante deixar claro que o objetivo das aulas não é ensinar o bebê a nadar, mas sim estimular sua coordenação e desenvolvimento motor. A natação também é importante para a adaptação social da criança, já que as aulas costumam ser em grupo e promovem a interação entre os bebês, professores e pais.

Outro fator importante é a proximidade criada entre a criança e o adulto que está junto com ela na aula. Os pais que costumam levar os filhos para essa atividade, conseguem desenvolver uma relação de confiança e afetividade.

A natação nesse período é importante também porque aproveita as habilidades do bebê que duram até mais ou menos um ano de idade. Depois dessa fase, a atividade continua sendo importante, mas deixará de aproveitar os reflexos naturais aprendidos durante a gestação.

Os benefícios da natação

Os benefícios que a natação para bebês traz são variados e sobre alguns deles nós falaremos na sequência.

Melhora a respiração

A natação fortalece desde a musculatura torácica ao diafragma, o que facilita a troca de oxigênio e a torna mais natural. Além disso, a umidade ajuda a dilatar as vias respiratórias, facilitando a passagem do ar pelos caminhos que ele percorre no corpo. É comum encontrar relatos de melhora em casos de asma ou bronquite para quem pratica a atividade.

Facilita o sono

O sono é fundamental para crianças e depois do exercício ele é mais profundo e reparador, o que proporciona um bom crescimento e desenvolvimento para os bebês. A água também traz um efeito relaxante, que contribui para dar maior facilidade para dormir.

Fortalece a musculatura cardíaca

A natação para bebês melhora a circulação e promove a movimentação das pernas e dos braços, além de outras regiões do corpo. Esses estímulos fortalecem diversas musculaturas, dentre elas a cardíaca. Dessa forma, o coração fica mais forte e saudável, reduzindo as gorduras que ficam alojadas nas artérias próximas ao órgão.

Ativa a circulação sanguínea

Com o coração fortificado, é potencializada a capacidade de bombear sangue para todo o corpo. Desse modo, a circulação sanguínea tem seu fluxo aumentado diante da pressão da água. Com esse processo sendo feito de forma mais rápida, os nutrientes circulam com mais facilidade e são mais bem distribuídos pelo corpo. Ou seja, uma maravilha para saúde do seu bebê.

Estimula o apetite

Devido ao esforço e energia gastos, o apetite do bebê é estimulado mesmo após poucas semanas de atividade. Esse fator é importante para ajudar no desenvolvimento da criança e contribui para a maior facilidade dos pais na hora da alimentação.

Potencializa as atividades cognitivas e motoras

Os exercícios praticados na água proporcionam o fortalecimento, trabalham o equilíbrio e a coordenação motora. Esses fatores contribuem no processo de aprender a engatinhar e andar. Na parte cognitiva, as crianças aprendem a ter noções de espaço e tempo e se tornam mais independentes, pois precisam tomar as próprias decisões para se manter na água.

Aumenta a flexibilidade

Com os exercícios praticados na água, o bebê terá um alongamento maior das musculaturas do corpo. Aos poucos ele conseguirá um melhor condicionamento físico, mantendo as articulações saudáveis e diminuindo o risco de no futuro contrair doenças como artrite, artrose.

Os cuidados que devem ser tomados

Apesar dos inúmeros benefícios, alguns cuidados também precisam ser tomados antes de colocar seu filho na natação. A idade de seis meses é considerada ideal para o início das atividades, mas é fundamental consultar um pediatra antes de começar as aulas.

Na hora de escolher a academia, tenha atenção às condições de higiene da piscina. Descubra se ela passa por limpeza diariamente e se tem uma manutenção adequada. A temperatura da água também deve ser verificada.

Se possível, procure piscinas que sejam tratadas por ionização ou salinização, evitando o uso excessivo de cloro. Outra boa opção é escolher locais com piscinas cobertas, para evitar exposição ao sol, chuvas e ventos.

Procure não deixar o bebê em jejum prolongado antes das aulas e também não o alimente muito próximo da hora de entrar na piscina. Após o exercício, é interessante que o bebê tenha uma boa refeição, pois, devido ao esforço feito, o apetite é estimulado e a recuperação da energia é necessária.

Quanto ao uso de acessórios, alguns cuidados devem ser tomados. Apesar de não ser obrigatório, é recomendado o uso de fraldas especiais, que não incham nem permitam o vazamento de dejetos na água. Quanto aos óculos de natação, é preciso avaliar cada caso, mas no geral, devem ser usados a partir dos três anos. Quando necessário, procurar um par de óculos que seja adequado para bebês, buscando sempre um maior conforto para os pequenos.

A touca é um dos acessórios mais utilizados e mais importantes. Elas ajudam a manter os ouvidos protegidos e facilitam a movimentação na água. Procure sempre a mais confortável para seu filho.

Agora, você conhece mais sobre a importância da natação para bebês e quais os benefícios que ela traz. Nadar é uma atividade muito prazerosa e fundamental para as crianças, mas não se esqueça de tomar os cuidados necessários para que o exercício atinja o máximo do seu potencial e para que ele se torne um momento de felicidade para a sua família.

Gostou de saber mais sobre o assunto? Então aproveite para ler o artigo que fala sobre os benefícios da natação e se aprofundar ainda mais no assunto.

1 2 23