O legado de Maria Lenk para a natação feminina

Você Sabia?

Não é possível falar da história da natação feminina brasileira sem citar o nome de Maria Lenk, a dama das piscinas! Em oito décadas dedicadas ao esporte, ela é considerada uma das maiores atletas que o Brasil já teve.

Filha de imigrantes alemães, Maria Lenk nasceu em São Paulo, no ano de 1915, e começou a dar as primeiras braçadas aos 10 anos no Rio Tietê – sim, naquela época era possível fazer isso! Primeira mulher sul-americana a competir em uma Olimpíada, nos Jogos de 1932, em Los Angeles (EUA), foi recordista mundial nos 200m e 400m peito, sendo a única brasileira a conquistar esse feito. Ela continuou a brilhar nas piscinas na categoria master, acumulando inúmeros recordes brasileiros e mundiais em diferentes categorias, recebendo o apelido de “Mark Spitz” da terceira idade. Até hoje foi a única brasileira a fazer parte do Swimming Hall of Fame, em Fort Lauderdale, na Flórida.

“A Maria Lenk serviu como fonte de inspiração para todas as nadadoras brasileiras por sua dedicação diária ao esporte – que manteve até o fim –, o seu amor à natação, além de  todas as conquistas que obteve para o país, sendo reverenciada até hoje como a maior atleta da modalidade no Brasil”, destaca Ana Catarina Azevedo Scherer, um dos grandes nomes da natação brasileira nas décadas de 80 e 90, sendo recordista brasileira e sul-americana por oito anos consecutivos nos 100m costas e  com inúmeros prêmios alcançados durante a carreira, entre eles, o prestigioso título de atleta “All-American”.

Podemos dizer que Maria Lenk faleceu fazendo o que mais amava, aos 92 anos idade, após se exercitar na piscina do Clube de Regatas Flamengo. Entre as muitas homenagens prestadas está a criação do Troféu Maria Lenk, principal campeonato de verão da natação brasileira, e um dos dois maiores torneios de natação no Brasil, junto com o Troféu José Finkel. Embora fique a saudade por são ser mais possível ver a dama das piscinas em ação, Maria Lenk está imortalizada na história do esporte brasileiro.