Taynara Bonetti: faltam três meses!

Atletas

O ano mal começou e está passando rápido demais! Faltam três meses para o Ironman Florianópolis 2018 e parece que o calendário está mais acelerado do que o Usain Bolt nos 100mts rasos! Em dezembro consegui descansar um pouco, com um curto período de férias, mas em janeiro voltei com força total.

Eu me sinto muito diferente em relação ao mesmo período no ano passado, mais leve e mais forte. Em breve começarei os treinos específicos para a competição, mas até aqui o corpo está respondendo super bem. No último dia 18 participei do evento Heróis do Triathlon, a Penha, uma prova com distância olímpica, e foi o aquecimento para a temporada.

Embora essa não seja a minha especialidade, serviu como termômetro para avaliar a preparação e terminei em terceiro lugar no geral feminino, sendo a primeira na minha categoria. Já em março tentarei o tricampeonato da Travessia do Campeche, um tirinho de 1.5km que será importante para testar a velocidade nesta modalidade isolada.

Estou conseguindo levar os treinos sem nenhuma dor, o que é uma benção. Em 2016 fiquei quase dez meses sem participar de provas de triathlon por conta de uma lesão labral bilateral que me impedia de correr, mas essa fase ficou no passado. Os meus maiores adversários neste momento são o calor e a chuva, que não está dando trégua. Aqui em Floripa é muito comum fazer 38 graus de manhã e cair um temporal à tarde.

Por conta do movimento nas rodovias e altas temperaturas – que podem causar desidratação, o que é bastante perigoso -, prefiro treinar de manhã bem cedo. Quando chove opto pela corrida na esteira ou pela bike indoor. O próximo passo é atingir o peso ideal para ficar mais rápida e correr melhor. Já sequei bastante nos últimos meses, estou cuidando da alimentação e creio que em breve conseguirei atingir a meta. O ano está no início e já promete muitas emoções.

 

 

Não existem comentários, envie o seu