Prodígio do triathlon nacional segue os passos da mãe

Atletas

O mais jovem campeão brasileiro de triathlon se prepara para um novo desafio. Neste fim de semana, Matheus Azevedo disputará mais um campeonato nacional, desta vez, em Brasília. O menino competirá na categoria para crianças com oito anos, com distâncias de 100mts natação, 3km ciclismo e 1km corrida, sempre tendo ao lado a mãe e treinadora Monike Azevedo.

Matheus pode ser considerado um veterano da modalidade. Aos três anos ele usava uma bicicleta de rodinhas e tentava acompanhar os treinos da equipe do “Monike Azevedo: Esporte e Valores Olímpicos”. O projeto social é comandado por sua mãe em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro, e tem apoio da Hammerhead, que fornece os materiais esportivos.

“Ele começou a ver outras crianças treinando e de forma lúdica tentava acompanhar os mais velhos. E desde pequeno o Matheus queria competir, sendo que o primeiro triathlon da vida dele foi com bicicleta de rodinhas. Aos seis anos ele se tornou o campeão brasileiro mais jovem do país”, conta Monike, que tem duas décadas de uma vitoriosa carreira na modalidade.

Hoje, já livre das rodinhas, o menino corre, nada e pedala como gente grande, colecionando títulos em competições. “Como mãe estou com o coração a mil, mas como técnica estou bastante confiante, pois ele é muito focado”, afirma a mãe-treinadora. “Levaremos na mala muito amor pelo esporte e na volta traremos a conseqüência disso”, garante Monike.

Apesar do imenso talento e dos resultados alcançados por Matheus, ela faz questão de tratar o filho como uma criança, não como um atleta. Os treinos são feitos com diferentes brincadeiras, tudo com acompanhamento de um pediatra e respeitando a idade dele. “Dizem que filho de peixe, peixinho é. Prefiro dizer que quando os pais incentivam a prática esportiva em seus filhos como forma de diversão, não por obrigação, eles fazem por amor e coisas boas acontecem”, afirma Monike.

Não existem comentários, envie o seu