Henrique Martins: cumplicidade dentro e fora das piscinas

Atletas

O amor está no ar, ou melhor, na água! Faltando pouco para o Dia dos Namorados, o nadador olímpico Henrique Martins faz uma homenagem à sua companheira de todas as horas, a também atleta Bianca Ewald.

“A gente se conheceu na natação e não tinha como ser diferente. No primeiro dia que a Bia chegou (ela é de Jaraguá do Sul – SC), ainda nem tinha fechado com o Minas Tênis Clube, quando vi o sorriso e a simpatia dela, dei um grito para o treinador “pode contratar”! A Bia me encantou à primeira vista. Além do sorriso, ela tem uma tranquilidade que me faz muito bem. É o oposto de mim, já que sou mais estressado. A Bia encara tudo com muita serenidade e no momento em que estou tenso ela me acalma e deixa o dia leve.

O nadador vive em um mundo próprio e com um dia a dia muito pesado: não sai, não vai para a balada, precisa dormir cedo e tem uma dieta bem rígida. Às vezes podemos passar meses sem jantar fora por causa das restrições alimentares. Para quem não conhece pode parecer chato. Portanto, sem dúvida ajuda muito o fato da Bia ser atleta, pois ela entende o motivo deste cotidiano tão espartano. Há incentivo mútuo, já que um compreende e torce muito pelo outro, fortalecendo os dois lados. Posso dizer que agregou muito na minha vida e ajudou inclusive na parte esportiva, pois passei a ter uma companheira para as horas difíceis, para acordar cedo, para viajar e para aguentar a nossa rotina. Se ela não fosse atleta dificilmente teria dado certo.

E engana-se quem pensa que treinar junto pode desgastar o namoro. Como temos provas muito diferentes, ela é fundista e eu velocista, cada um treina em um canto e com treinadores distintos. Muitas vezes nem nos falamos, ainda mais por conta da correria para conciliar os treinos com a faculdade. Essa é a parte mais desafiadora! Mas o importante é que aproveitamos muito bem os momentos em que estamos juntos. E não temos problema com ciúme, pois há muito respeito em nossa relação e confiamos um no outro, até mesmo por conta das viagens.

Por tudo isso e muito mais, Bia, eu agradeço por você estar comigo nestes mais de dois anos encarando os desafios do dia a dia e tornando a minha vida muito mais agradável. Espero fazê-la tão feliz quanto você me faz. Te amo.

Não existem comentários, envie o seu