Como melhorar o treino de natação e os resultados na piscina? Confira!

Dicas

As pessoas que praticam treino de natação têm várias motivações: diversão, cuidados com a saúde ou até se preparar para uma competição. Porém, muitas consideram importante aprimorar as técnicas do seu treino, pois isso permite que os resultados sejam alcançados e os benefícios do esporte sejam aproveitados ao máximo.

Se você é um dos praticantes que deseja maximizar seu desempenho no esporte, leia este post em que explicamos quais são os principais benefícios da natação e confira as melhores dicas para aperfeiçoar seu treino. Ao final desta leitura, você saberá como otimizar a prática do esporte, bem como melhorar seus resultados. Boa leitura!

Principais benefícios da natação

As vantagens da natação são excepcionalmente amplas. Diversas delas estão diretamente ligadas à saúde e à perda de peso. Quer saber quais são elas? Confira a seguir:

  • protege a saúde do coração: fortalece a musculatura cardíaca, diminuindo a gordura existente ao redor do coração, o que aumenta a capacidade de bombear sangue;
  • aumenta a autoestima: a prática do esporte faz com que o corpo libere endorfina, o que dá sensação de felicidade e, por consequência, melhora a autoestima;
  • melhora o colesterol: como é uma atividade aeróbica, a natação balanceia os níveis de colesterol, deixando as artérias saudáveis;
  • auxilia no controle do peso: durante a prática da atividade há uma grande queima de calorias, o que torna mais difícil o acúmulo de gordura pelo nadador;
  • aumenta a força muscular: pelo fato da água ser cerca de 12 vezes mais densa que o ar, o praticante trabalha a resistência muscular para se propulsionar, o que melhora a força do músculo com o tempo;
  • melhor a respiração: como é necessário controlar a respiração, o espote ajuda a reduzir e prevenir sintomas de asma, fortalece os músculos torácicos, amplia a capacidade de absorver oxigênio e aumenta o volume dos pulmões.

Existem vários outros benefícios da prática do esporte, porém, somente com o aprimoramento do treino você conseguirá aproveitá-los integralmente. Além disso, com boas técnicas, os resultados na saúde serão alcançados mais rapidamente.

Dicas para melhorar seu treino

1. Saiba os tipos de nados

Muitas pessoas apenas conhecem o nado mais popular, chamado de nado livre ou “Crawl”. Sua posição correta é simples e rápida de se aprender:

  • a parte frontal do corpo voltada para baixo;
  • as pernas são semiflexionadas, os pés estendidos e se movimentam rapidamente para cima e para baixo, de forma alternada;
  • os braços também são alternados e puxam a água imediatamente para trás;
  • quando um dos braços estiver fora d’água, o nadador pode virar a cabeça para o lado para respirar.

Entretanto, ainda existem mais três tipos de nados diferentes que podem ser aprendidos. Isso é importante, uma vez que eles trabalham as partes do corpo com diferentes intensidades, fazendo com que todo o corpo seja beneficiado. Um deles é o nado de costas, que consiste na seguinte posição:

  • o nadador percorre todo o percurso com o abdômen para cima;
  • os pés e as pernas são movimentados de forma parecida com o do Crawl;
  • os braços passam junto à orelha, com palma da mão virada para fora, e se movimentam até o quadril, empurrando a água.

O terceiro tipo de nado é o de peito, ele é lento e é executado com o corpo e braços estendidos, as palmas das mãos são voltadas para fora e o rosto dentro d’água. O movimento é o seguinte:

  • as pernas são trazidas junto ao corpo, joelhos dobrados e abertos, enquanto os braços se abrem e recolhem à altura do peito;
  • depois, as pernas são impelidas para trás, impulsionando o nadador;
  • nessa hora os braços são estendidos para frente;
  • a respiração é feita quando a cabeça se ergue para fora da água.

O quarto e último é conhecido como borboleta, ele pode ser bastante difícil de ser realizado por exigir força e flexibilidade. Sua posição é:

  • a frente da pessoa está voltada ao fundo da piscina
  • o movimento da perna é de ondulação, sem bater os pés;
  • os braços são trazidos à frente simultaneamente;
  • depois eles são levados, juntos, para trás.

2. Intercale os nados

Percebe-se que cada estilo de nado tem particularidades, mas eles se completam. Isso significa que trabalhar os nados é importante para que todo o corpo seja beneficiado. Por exemplo, o nado borboleta trabalha bastante a força abdominal, enquanto o nado de peito exige uma propulsão maior das pernas. Por isso, mesmo que você tenha um estilo preferido, vale a pena trabalhar todas as formas, seja para queimar calorias ou melhorar o condicionamento físico.

3. Prepare-se antes de entrar na piscina

É fundamental preparar-se antes de entrar na piscina, caso contrário o nadador não conseguirá praticar o treino adequadamente. Os cuidados são:

  • ducha: garante a higiene do usuário e da água, além de contribuir para a manutenção do corpo, evitando um choque térmico;
  • proteção contra o sol: se o sol estiver muito forte, é importante aplicar protetor solar com antecedência, isso combate câncer de pele e evita o envelhecimento precoce;
  • alimentação: priorize alimentos mais leves, como verduras e frutas, pois uma digestão pesada pode causar desconforto ou refluxo durante o nado;
  • atenção com objetos inadequados: retire anéis, pulseiras, correntes e outros objetos que possam atrapalhar o treino, danificar o sistema de filtragem ou provocar acidentes com outras pessoas.

4. Conte as braçadas

Outro detalhe relevante é contar o número de braçadas dadas em cada treino. Quando você diminui a quantidade necessária de braçadas para atravessar a piscina, isso indica que o nado está se tornando mais eficiente, ou seja, você está conseguindo mais impulso a cada uma. Isso também indica que você elevou sua resistência, já que houve um melhor aproveitamento dos movimentos das pernas e de cada respiração.

5. Escolha a roupa adequada

O traje desenvolvido especialmente para natação é uma evolução tecnológica excepcionalmente avançada,. Existem diferentes formatos e tipos de tecidos que diminuem o atrito da água e permite que ele ganhe mais velocidade. As roupas mais finas e que colam no corpo são bastantes leves, o que potencializa o treino e, consequentemente, seus benefícios. Também é fundamental lembrar de usar equipamentos adequados, como óculos e toucas.

6. Treine com frequência

O ideal é que o treino de natação seja realizado, no mínimo, três vezes por semana. Se uma pessoa treina menos dias que isso, o processo de descanso será maior que o necessário e não se adaptará ao esporte. Entretanto, lembre-se de não treinar dois ou três dias seguidos, já que é essencial que o corpo tenha um período de descanso para recuperar suas forças.

Ao aplicar as dicas explicadas neste post, você conseguirá otimizar o treino de natação e garantir que seus objetivos sejam alcançados, sejam eles ligados ao aperfeiçoamento das técnicas e do corpo para praticar competições, bem como para melhorar a sua saúde.

Uma dúvida bastante comum tanto dos praticantes como dos profissionais é saber escolher o óculos de natação ideal para o esporte. Leia nosso artigo que explica como fazê-lo!

Não existem comentários, envie o seu